Advogado acusado de estupro em Teresina tem prisão preventiva decretada


Na tarde desta quinta-feira (15), o juiz da Central de Inquéritos de Teresina, Markus Calado Schultz, decretou a prisão preventiva do advogado Jefferson, acusado de estuprar uma mulher dentro do apartamento onde mora na zona Leste de Teresina.

Na decisão, o magistrado considerou que a medida é necessária devido à gravidade dos crimes e que a permeância da liberdade do do acusado poderia pôr em risco a ordem pública.


“Em resumo, reputo que a gravidade em concreto do crime aparentemente praticado é elevada e supera a mera descrição típica constante do Código Penal, conforme motivos declinados, revelando modo de agir excessivamente grave. Desse modo, justifica-se a manutenção da custódia do flagranteado para garantir a ordem pública – em atenção ao modus operandi que revela gravidade em concreto elevada e ao risco concreto de reiteração delitiva”, destacou o juiz.

O crime ocorreu na noite dessa quarta-feira (14) contra uma mulher que havia sido contratada pelo suspeito para realizar uma faxina no apartamento onde ele mora na zona Leste de Teresina.

Após ser preso, a polícia identificou ainda que o advogado já é réu na Justiça por outro crime, no qual ele é acusado de matar um cabo do Exército na cidade de Picos no ano de 2010.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.