MP de Contas analisará nomes na lista de funcionários fantasmas da Alepi


Segundo Matéria publicada pelo Portal Oeiras em Foco neste sábado, 17, o Ministério Público de Contas do Piauí, encaminhou ao Gabinete do Procurador José Araújo Pinheiro Júnior, procurador responsável pela análise das contas da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí para analisar as informações e verificar a possibilidade de abrir procedimento.

A lista da Alepi traz nomes de todos os funcionários, mas o que revoltou a população piauiense foi o motivo de que alguns não exercer à atividade da função especificada em folha de pagamento.

Em Oeiras por exemplo, contando os que exercem a função e com os possíveis funcionários "fantasma", a folha mostra que Alepi gasta cerca de 2,5 milhões anuais com pessoas de parentescos de duas famílias tradicionais, Tapety e Sá, na lista também aparece nomes de lideranças politicas e correligionários de Colônia do Piauí.

Cabe ressaltar que os nomes do conselheiro Luciano Nunes que foi citado recebem no molde Aposentadoria/Pensão, mas o marido da presidente Lílian de Almeida Veloso Nunes Martins que tem atuação no órgão desde 2013, tem cargo comissionado na Alepi como "Consultor Legislativo" da Alepi" e recebe fixo R$ 5.407,50 mas com os "adicionais" chegou no mês de janeiro ao valor total de R$ 15.850,28.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.