Servidora de serviços diversos de Colônia do Piauí diz que nota secretario de Educação é mentirosa


Servidora de serviços diversos da cidade de Colônia do Piauí, Luisa Maria da Guia Veloso, vem a público para desmentir o senhor Edinaldo Damasceno sobre a sua nota de esclarecimento postada no portal Colônia News.

1º Quanto a justificativa de que está no início da administração e que ainda não ouve tempo para fazer um processo de licitação para lavagem dos transportes, isto não é justificativa, pois dentro do direito administrativo existe uma margem onde o gestor público pode agir, inclusivo, quando ser refere à licitação, a própria lei estabelece limite de compras e contratação de serviços que podem ser feitas sem a necessidade de licitação.

2º Quanto à questão dos motoristas estarem de férias, isto não quer dizer que seja necessário a convocação das zeladoras para fazer o seu serviço, pois os mesmos não compete fazer a lavagem do transporte, ou o senhor secretário vai querer que nós zeladoras, exerçamos a função de motorista no próximo domingo, se os motoristas estão de férias? Isto não justifica o erro cometido.

3º Outra, fazer a limpeza dos ônibus não coloca em risco a saúde de um zelador? Ou nós por sermos zeladoras, já somos imunizadas? Porque não nos foi fornecido nenhum equipamento de proteção, tivemos que usar as nossas próprias forças, nossas próprias mãos, nenhuma mangueira tinha para usar a água e fazermos a remoção da sujeira, pois a que tinha e foi postada na foto não servia, estava danificada.

4º QUANTO A MINHA LOTAÇÃO, REMOÇÃO, o senhor secretário está mentindo, não me foi dada a oportunidade de escolher nenhum local, quero que ele me prove através de documento que me foi dado esta oportunidade de escolher local para minha lotação, pelo contrário, eu tenho um documento que o senhor secretário, utilizando de abuso de poder me convoca para comparecer no praza de dois dias em seu gabinete, sob pena de ter o meu pagamento suspenso, além disso, quero que ele me prove que outro documento me foi enviado, ou que eu o enviei pedindo que me lotasse em lugar mais próximo da minha casa, não me foi dado esta oportunidade, o ato foi arbitrário e ilegal e não é o que está em questão neste momento. 

5º Para efeito de informação senhor secretário, na administração pública o que vale é documento e o gestor público só pode fazer o que está previsto em lei e nada mais, o senhor está agindo arbitrariamente, humilhando e perseguindo as pessoas, eu sei das minhas obrigações e sempre fiz com muita responsabilidade, confira se existe alguma reclamação, alguma advertência, nos meus assentos funcionais, sobre o desempenho da minha função durante 9 anos que exerço.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.