Prefeito de Colônia do Piauí Selindinho é acusado de perseguição política contra servidores


O vereador Francisco Veloso Neto está acusando o prefeito de Colônia do Piauí, Selindo Mauro Carneiro Tapeti Segundo, mais conhecido como Selindinho, de perseguição política contra os servidores efetivos que não votaram nele.

Em entrevista, nesta segunda-feira (11), o vereador afirmou que o prefeito está removendo servidores que fazem parte da oposição sem nenhuma justificativa. “Todo ato de remoção deve ter motivação para que possa acontecer, a remoção pode acontecer, mas desde que tenha uma motivação justa, sem que aconteça perseguição partidária, onde tenha que haver a continuidade do serviço público, embora seja uma gestão nova, o serviço continua sendo o mesmo”, explicou o denunciante.

Veloso citou como exemplo uma servidora que há quase 10 anos é lotada em um setor, mas que foi removida por não ter votado no prefeito. “No caso dessa servidora, Luiza, há 9 anos ela trabalha em um setor na Secretaria de Saúde, é concursada da prefeitura e por não ter votado no prefeito, sem nenhuma motivação, ela foi transferida para a área da Educação. O prefeito apenas mandou recado para que ela não fosse para o posto de trabalho e em seguida ele mandou uma portaria de nomeação onde ele não justifica o motivo da transferência”, relatou o parlamentar.

“Se a servidora não cometeu nenhum crime no seu ambiente de trabalho, vem cumprindo com a sua responsabilidade não vejo porque ela ser removida e para o seu lugar ser colocada outra funcionária contratada”, argumentou.

Foto: Divulgação/Ascom
Vereador Veloso

Para o vereador o único motivo das remoções é a questão política. “Notadamente a única justificativa para ela, e outros servidores serem removidos é por não terem votado no prefeito”.

“Acontece em Colônia do Piauí uma perseguição em massa na substituição de servidores efetivos, isso comprova e caracteriza perseguição política por parte do novo gestor”, finalizou o vereador.

Confira abaixo a remoção de um dos servidores
Foto: Reprodução
Remoção de servidora
COM INFORMAÇÕES DO G1/PI

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.